29 março 2008

AMOR














Hoje aqui deitada,
Lembro-me do que me faz sofrer!
Não ter ninguém ao meu lado,
A abraçar-me até adormecer!
Gostava de ter alguém com quem passar,
Todas as noites a sonhar!
E quando de manhã acordasse,
Junto dele eu estivesse!
Espero um dia esquecer,
O porquê que tive de sofrer....
Muita força tive que procurar,
Para não te deixar de Amar!
No futuro, ao reparar em tudo o que alcancei,
Não lembrarei os momentos em que chorei!
Estando feliz por te ter encontrado,
E por um dia te ter conquistado!
AMOR DE MINHA VIDA

21 março 2008

FELIZ PÁSCOA














Cada lágrima me fortalece
Cada dia me faz amadurecer
Cada luz que se apaga
É uma luz que se vai acender
Cada escada que se quebra
É um novo degrau a construir
Cada tempo tem a sua hora
Cada sorriso tem alguém por de trás
Cada noite tem uma nova lua
Cada amanhecer tem um lindo dia
Para se ver
E como tudo isto são dádivas
Do Criador
Vamos fazer desta Páscoa
Um tempo de Amor...
Páscoa Feliz Com carinho
Para todos

19 março 2008

AMOR...











AMOR...
É um conceito divino,
É dimensão sem medida,
É viagem sem destino,
É melodia da vida.

AMOR...
É um caminho sem fim,
É não ter que perdoar,
É não querer e dizer sim,
É dar tudo o que--dar !…

AMOR...
É voz da razão que cala,
É ter dor e não sentir,
É o silêncio que fala,
É ver o mundo sorrir.

AMOR...
É sopro de nostalgia,
É canção leve e suave,
É das trevas fazer dia,
É saber de quem não sabe.

AMOR...
É bem mais que sentimento,
É sussurro de magia,
É da alma o alimento,

AMOR...
É hoje aqui…feito poesia!…

17 março 2008

DESLIZO














Deslizo pelas rugas dos lençois
O lume do dia
Vem brincar sobre o teu corpo
Olho-te espero-te
Saimos....
Vulgares exploradores
Com a vontade de descobrir recantos
Tomá-los nossos
Naquela loucura infantil
Caracteristica dos amantes
Conduzido por ti suvo ruelas
Vislumbro varandins a dourar o sol
Dirigimo-nos ao mar
Sabes sempre...
Adivinhar sempre onde quero estar
Sol areia e salpicos salgados
Envolto pelas lágrimas marinhas
Reflectes-le em mil pedaços
Cada qual com seu brilho
A sua orAs minhas mãos procuram as tuas
Querem entrelaça-las guardá-las
Hoje quero ter tuas gargalhadas
Diluidas na brisa fresca
Que teima em brincar
Com os meus cabelos
Os raios de sol Vêem
SuavementeDespedir-se de nós
Deslizo pelas rugas dos lençois
E acordo de um dia perfeito
No sonho de uma noite...

Gentilmente enviado por João Miranda